VAI UM E-BOOK AÍ?

Atualizado: 15 de Mar de 2019

A internet trouxe mudanças irreversíveis em todos os cenários da economia e na vida das pessoas, alguns segmentos mudaram rapidamente, outros ainda se arrastam, porém, cedo ou tarde terão que absorver todos os avanços da nova era. É fácil ver hoje que o mercado editorial já anda surfando nas ondas da internet, alavancando grandes mudanças - mudanças estas que permeiam toda a cadeia produtiva do livro.

A leitura digital, aquela realizada através de suportes que usam a internet, incluindo aí as redes sociais, blogs, sites, páginas virtuais e mais apropriadamente os e-books, vem ganhando, conforme o tempo passa mais adeptos - impulsionada por uma série de facilidades: fácil acesso às obras, preços mais competitivos, compartilhamentos, compras on-line e ainda o que é mais importante: você pode carregar uma biblioteca inteira em seu celular, tablet ou no seu computador.

Todas estas transformações estão impulsionando o aumento de leitores. Segundo pesquisa em escolas particulares, cerca de 40% dos alunos utilizam e aprendem com os e-books.

Para os autores independentes (aqueles que bancam a publicação de seu livro) só há ganhos: não existe custo com impressão, portanto com papel, tinta e gráfica. Também não há custos com logística: armazenamento e distribuição dos produtos. A comercialização e a divulgação se tornam ainda mais acessível para todos. A cadeia do livro se torna assim muito mais democrática.

O livro impresso ainda fará parte da vida de todos nós, porque há um relacionamento de amizade e paixão com o companheiro de cabeceira, que tanto nos fez sonhar com um mundo melhor. Que nós leitores, saibamos recepcionar todas as ferramentas que implementam a vontade de ler, condição básica para o processo educativo.


8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

1964